Home
   
buscar
 

25 / 03 / 2020
PREFEITURA ATENDE SOLICITAÇÃO DO SINCOMERCIO DE SUSPENDER COBRANÇA DE PARQUÍMETRO

 

 
 Entidade   patronal que representa 14.500 estabelecimentos comerciais em Jundiaí e Região enviou ofício com medidas emergenciais no último dia 20/03 
 
JUNDIAÍ, 24 DE MARÇO DE 2020 - Até que permaneça o Estado de Emergência na cidade, a Prefeitura de Jundiaí publicará portaria que suspende a cobrança de parquímetro na cidade. O anúncio foi feito na noite de segunda-feira (23) e atende uma das medidas emergenciais que já havia sido solicitada em 20/03 pelo Sindicato do Comércio Varejista de Jundiaí e Região (Sincomercio) em ofício protocolado na administração municipal.
 
             Conforme a Prefeitura, a medida se dá pelo fechamento dos comércios não essenciais e a necessidade de estacionamento dos profissionais que fazem parte dos grupos que se mantém na ativa como Hospitais, Prontos-Atendimentos, Farmácias e restaurantes. A medida entra em vigor a partir da data da publicação, que é esperada para os próximos dias, assim que definidos os locais que receberão o benefício.
 
        Outras solicitações do Sincomercio, entidade patronal que representa 14.500 estabelecimentos comerciais em Jundiaí e Região (Campo Limpo Paulista, Jarinu, Itupeva, Louveira e Várzea Paulista), está a prorrogação do prazo do prazo de pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e do Imposto Sobre Serviços (ISS), ambos referentes aos próximos seis meses, contados a partir de março.
Também foi solicitada a suspensão, pelo prazo de seis meses, dos pagamentos decorrentes dos programas especiais de parcelamento ativos de dívidas tributárias, sem a imposição de multas, juros e correção monetária, além da flexibilização dos horários de circulação de veículos de entrega de mercadorias. A íntegra do ofício está disponível no site:
 
 
             “Em razão das perspectivas econômicas e para manutenção das atividades empresariais, tratam-se de ações que devem fazer parte da agenda prioritária da administração municipal ”, avalia Edison Maltoni, presidente do Sincomercio e da Câmara de Dirigentes Lojistas de Jundiaí (CDL). Considerando os impactos econômicos da pandemia decorrente do novo coronavírus, as entidades também solicitaram medidas aos governos federal e estadual.
 
             Passa a valer nesta terça-feira (24) a quarentena nos 645 municípios do estado de São Paulo. Determinada pelo governador João Doria [1] (PSDB), a medida OBRIGA O FECHAMENTO DO COMÉRCIO E MANTÉM OS SERVIÇOS ESSENCIAIS, como as áreas de saúde, alimentação e segurança. A quarentena vai até 7 de abril, e pode ser estendida.
“É uma crise na saúde e os governos precisam precisamos pensar na população e buscar alternativas para auxiliar todos envolvidos neste cenário inédito para todos nós”, afirma Maltoni.
 


voltar

  Últimas notícias
“MP protege as...
CORONAVÍRUS: Edison...
 
CORONAVÍRUS:...
ENTENDA A MP QUE...
  A   MP 927/2020 , PUBLICADA PELO GOVERNO FEDERAL, TEM...
 
  parceiros

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

 
 

apresentação

Definição

Objetivos

Missão e Valores

Diretoria

Editorial

Hino da Nação Lojista

centros
empresariais

cursos e
treinamentos

eventos

boletim
informativo

serviços

SPC

Negativações

ALERTA Cheques & Documentos

Segurança e Medicina do Trabalho

Auditório

Videoteca

Assistência Jurídica

Bolsa de Emprego

Promoção Intersócios

convênios

Financeiro

Médico

Odontológico

Fonoaudiologia

Cartório Mais Jundiaí

localização

responsabilidade
social

Agenda

Links

notícias

Curso

Evento

Jantar

Palestra

Promoção

Serviços

Sincomércio

Outras

   
desgin by